Após empate Primavera vence o Asserp nos pênaltis e está na final do municipal Sub 18

Quem esperava um jogo eletrizante entre Primavera e Asserp pela semifinal do Campeonato Sub 18, no último sábado (30), ás 16 horas, no estádio Rosenão, depois de um jogo morno no tempo normal a torcida teve que se contentar com as emoções nas cobranças de pênaltis.

Após empate no tempo regulamentar em 1 a 1, o time Primavera venceu o Asserp nos pênaltis por 5 a 4, e está final do municipal Sub 18.

No início do primeiro tempo a equipe do Primavera começou arrasadora, logo aos 6 minutos, o meia atacante Ronald recebe passe na entrada da grande área e marca um golaço. O gol dava sinal do que o jogo ia pegar fogo, aja vista que, o Asserp é uma equipe muito vez e tem bons talentos, mas não foi isso que se viu em campo. O jogo tomou outras dimensões, as duas equipes passaram a jogar com mais cautela e minimizar a margem de erros. O primeiro tempo terminou 1 a 0 para o Primavera.

No segundo tempo as equipes voltaram com mais cutela ainda. Com a vitória parcial o Primavera procurou marcar o segundo gol, Ronald era o jogador mais acionado no elo do ataque, o Primavera tive algumas chances de ampliar, mas não o fez, para desespero do técnico Maranhão.

Pelo lado do Asserp os técnicos, Sãopaulino e Jackson Chorão se revezavam nos gritos para tentar acerta o time em campo, que por sinal não foi aquele Asserp que se esperava na decisão da vaga. Em jogada de ataque o Asserp empatou o jogo com Gabriel, aos 34 minutos da segunda etapa.  O gol foi um balde de água fria para a equipe do Primavera, já para o Asserp foi uma sobre vida para tentar a se garantira na final nos pênaltis.

O tempo foi passando, o jogo bastante truncado, e dava a entender que os dois técnicos já estavam vendo de longe as cobranças de pênaltis parecerem mais perto. Final de jogo no tempo regulamentar, Primavera 1, Asserp também 1.

Autor do primeiro gol do jogo o meia Ronald salientou que o seu belo gol foi fruto da cobrança dos colegas dentro de campo, o jogador não escondeu a alegria de ter marcado o gol, isso porque é o seu último ano na categoria pelo Primavera.

“Fico feliz por ter marcado esse belo gol, mas ele foi fruto da cobrança dos meus companheiros em campo pelo fato de eu bater bem na bola eles ficaram me cobrando para eu arriscar de fora da área e graças a Deus deu tudo certo. Esse é o meu último ano jogando pela categoria sub 18”, salientou o meia do Primavera.

Nas cobranças de pênaltis, Eliel começou batendo para o Asserp e converteu. O volante Romário foi o primeiro batedor pelo Primavera e bateu por cima do gol. Na sequencia, Thálison, Tawan e Vitor marcaram para o Asserp. Para o Primavera Wendel, Rian e Ronald também marcaram.

Nas cobranças alternadas, o zagueiro João Vitor bateu fraco no canto esquerdo do goleiro Estevo que fez que defendeu a cobrança e Wesley marcou o gol que classificou o time do Primavera para a final no próximo sábado dia 7 de julho, ás 16 horas. O adversário do Primavera será Palmeiras ou Juventude, que jogam neste domingo (1), ás 16 horas, pela outra semifinal.

Acostumada há faze uma grande partida o time do Asserp não esteve em uma tarde fez, para o técnico Jackson Chorão o Asserp não foi muito bem a campo, ele destacou que os jogadores perderam um pouco foco no jogo e tiveram dificuldades em determinados momentos da partida.

“Foi um jogo de duas grandes equipes da categoria, tanto Asserp quanto Primavera veio para o campo com uma proposta de vencer e chegar à final. A gente perdeu um pouco o foco no jogo em determinados momentos da partida, acho que por pouca experiência dos jogadores que são muito jovens e pela importância de está a um paço da final pela primeira vez. Saímos atrás no placar conseguimos empatar no segundo tempo, mas nas penalidades não fomos felizes, parabéns para equipe do Primavera que mereceu a classificação”, destacou o treinador Jacson Chorão do Asserp.

Pela primeira vez dirigindo o Primavera na categoria sub 18, técnico Maranhão avaliou que a sua equipe jogou bem e teve várias chances de vencer o jogos e que as surpresas do futebol é bastante interessante, isso porque, o Primavera estava vencendo o jogo com tranquilidade e cedeu o empate e teve que conquistar a vaga nos penais.

“Fizemos um bom primeiro tempo abrimos o placar logo no início da partida, mas o futebol reserva para gente algumas surpresas. As chances de matar o jogo nós tivemos deixamos o Asserp empatar no segundo tempo e fomos ter que buscar a classificação nos pênaltis” avaliou o comandante Maranhão do Primavera.

Arbitragem:

Arbitro central: Nielma Arouche

Assistentes: Cléo Marques e Robson Júnior

Regra: Erivelton Vital

Por: Carlos Campos

One Comments

  1. Reply Post By Jairon

    Wendel não
    Foi o zagueiro jairon quem bateu o pênalti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *